fbpx
Comments: 0 0

Imóveis vazios em período de férias despertam atenção de bandidos; PM aponta aumento nos furtos

POLICIA MILITAR, Polícia militar, PM, viatura, polícia militar
Com a chegada das férias e festas de fim de ano muitos imóveis vão ficar vazios e neste período os registros de furtos a residências chegam a aumentar até 30% em relação a outros meses. Dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-Mt), apontam que nesta época do ano, em média são registrados 9 furtos por dia em Cuiabá e Várzea Grande.

Nos meses de dezembro de 2018 e janeiro de 2019 foram notificados 515 crimes dessa natureza nas duas cidades. É um período que mesmo com o reforço do policiamento, criminosos aproveitam para cometer mais crimes. Na tentativa de garantir a segurança do imóvel e dos bens enquanto se aproveita as férias, algumas dicas e orientações como verificar se portões, janelas, portas, grades, entre outros, podem dificultar a ação de bandidos.

O tenente-coronel da Polícia Militar Wittenberg Souza Maia, do 1º Comando Regional afirma que para garantir a segurança no período de ausência alguns itens básicos, tais como manter portas e janelas trancadas, além de comunicar a um vizinho de confiança sobre a viagem, são fundamentais.

“É interessante que se tenha um vizinho sempre atento à movimentação. Assim, caso haja algo fora do comum a polícia pode ser acionada”. Nesse caso ele lembra que os famosos grupos de whatsapp criados por vizinhos para a troca de informações, têm sido muito útil. “Por meio do aplicativo eles se comunicam, um avisa os outros sobre movimentações estranhas e assim contribuem para a vigilância”.

Para quem tem portão eletrônico, o militar reforça que é sempre bom ter um cadeado também, porque ainda que alguém consiga colocar no estado manual, terá mais esse obstáculo. A manutenção do sistema de alarme, câmeras de seguranças e trancas também deve estar em dia. Outra dica importante é quanto ao cadeado para fora do portão. Segundo o policial isso indica que os moradores saíram, então é importante deixá-lo do lado de dentro.

Desligar a campainha também pode dificultar já que a mesma pode ser utilizada para confirmar se há pessoas em casa ou não. Evite deixar as chaves nas portas ou próximo a elas, pois invasores podem tentar “pescá-las” usando uma janela ou derrubá-las, puxando-as por debaixo da porta com um pedaço de papel ou tapete.

Durante a viagem, é importante também que alguém vá até a casa recolher correspondências para que não fiquem acumuladas, pois podem despertar suspeitas sobre ausência de moradores. É interessante ainda que se suspenda a entrega de jornais e revistas, e não deixar luzes externas acesas. “São coisas que podem sugerir que o imóvel está vazio”.

Ele também reforça que antigos truques, como deixar uma luz acesa ou o rádio ligado, já são bem conhecidos e não funcionam mais. Além desses cuidados, orienta também que, se possível, os moradores instalem cerca elétrica e câmeras que auxiliam no monitoramento e também dificulta a ação de criminosos. “Ter um cachorro na residência também pode ajudar a manter marginais longe”, mas é necessário garantir também água limpa e alimento diário ao animal.

Menos exposição

Outro ponto importante segundo o militar é quanto a exposição por meio das redes sociais. Ele lembra que muitas pessoas quando viajam costumam colocar textos e fotos na internet, contando sua localização, o que é um “prato cheio” para pessoas mal intencionadas. “Hoje não é apenas a família que tem acesso a esse tipo de informação nas redes sociais, por isso é importante evitar a exposição para não facilite para os criminosos”.

Cuidado também deve ser ter em relação ao check-in nos locais, feito por alguns aplicativos. Essa ação pode gerar uma rotina dos horários e locais que as pessoas frequentam. Todos esses cuidados devem ser tomados não apenas por quem viaja, mas também pelos que aproveitam as festas de fim de ano em casa.

O militar lembra que é preciso muito cuidado nesse período, já que por causa das festividades e da maior movimentação de pessoas em casa, muita gente costuma deixar os portões abertos enquanto estão nas residências. “Mesmo que haja pessoas na casa, o recomendado é que os portões estejam trancados”. Wittenberg lembra ainda que as medidas de segurança também devem ser adotadas também por pessoas que moram em apartamentos já que o fluxo de pessoas em condomínios é grande, o que facilita ainda mais esse tipo de crime.

 

Dicas importantes a serem seguidas; veja:

 

1 – O melhor seria não deixar a casa sozinha, mas se isso não for possível, peça a um vizinho ou alguém de confiança para visitar o imóvel, recolher as correspondências

2 – Não deixe as luzes acesas durante o dia, pois isso significa ausência de moradores

3 – Deixe algum telefone de contato com um vizinho, parente ou amigo

4 – Suspenda a entrega de jornais

5 – Não deixe joias ou dinheiro dentro de casa, mesmo que seja em cofre. Utilize o cofre de bancos

6 – No caso de residências com jardim na frente, contrate alguém para mantê-lo limpo, evitando o aspecto de abandono

7 – Evite colocar cadeados do lado externo do portão. Isso poderá evidenciar a saída dos moradores; e reforce portas e janelas com fechaduras auxiliares

CLIQUE AQUI E SOLICITE A VISITA DE UM DE NOSSOS CONSULTORES QUE APRESENTARÁ SOLUÇÕES EFETIVAS EM SEGURANÇA ELETRÔNICA COM MONITORAMENTO 24 HORAS QUE AUMENTARÃO A SEGURANÇA DE SEU IMÓVEL

Fonte: Dantielle Venturini

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *